domingo, 4 de outubro de 2015

Primavera, transformação, alegrias, aceitação!

A primavera traz o nascimento das flores, o povoar das borboletas, a vida explode aos olhos. Comparo a infância a esse momento cheio de cores, esperança, renovação. Nesse inicio de primavera a renovação chega a Malu, os sete anos, a perda dos dentes de leite a chegada dos primeiros permanentes. Eu tenho assim de desapegar, a primeira etapa da infância termina e com ela encontro um lindo bilhete escrito a fada do dente, pedindo que por favor não leve o dentinho. Quando engravidei de Malu e soube que ela chegaria próximo a primavera comecei a criar uma história que falava da chegada das flores e cantava junto com a história uma canção que falava de borboletas e flores. Lembrei então do  livro A Primavera da Lagarta de Ruth Rocha, ilustração de Madalena Elek que fala das transformações das lagartas em borboletas, de tolerância e da aceitação das mudanças que a vida traz.   
E assim chega a primavera com suas mudanças, transformações físicas, emocionais, marcas eternas...a troca dos dentes de leite, o encerramento de um ciclo e o inicio de um novo. Sete anos se passaram, a primeira infância termina, a segunda inicia cheia de expectativas, descobertas. As letras ganham sentido e a leitura tão esperada torna-se possível. Eu observo as mudanças e também vejo em mim essa metamorfose, a mãe cuidadora da lugar a brincante, a minha criança interna também quer brincar, imaginar e realizar. Sigamos!   

Nenhum comentário:

Postar um comentário